Download!Download Point responsive WP Theme for FREE!

O Guia Simples e Prático Para Escolher o Tipo de Argamassa Colante Para Assentar Pisos e Azulejos

Na primeira vez quando você precisa comprar argamassa para assentar piso ou colocar azulejo nas paredes sujem 2 dúvidas: qual tipo comprar e quanto devo comprar ?

A maioria das pessoas acaba aceitando as dicas do vendedor da casa de material de construção ou mesmo do profissional que está realizando o serviço que geralmente respondem com muita tranquilidade e autoridade…

Só que uma escolha errada pode provocar sérios prejuízos no médio e longo prazo como descolamento de placas, tricamento ou sons de que o piso está oco. Se você é um profissional técnico e não quer falhar quando assentar piso cerâmico nem quer que o cliente te ligue depois de 1 ou 2 anos reclamando desses problemas, continue lendo este guia para resolver esse assunto de uma vez por todas.

Existem 3 tipos de Argamassas Colantes que recebem as siglas AC-I, AC-II e AC-III. Todas elas são compostas por cimento + areia + aditivos. O que muda de uma para outra é o consumo de cimento e a quantidade de aditivos que promovem a aderência e a retenção de água (AC-I < AC-II < AC-III em ordem crescente de aderência).

Tipos de Argamassa                             

  • AC-I (ou AC1)

A AC-I é indicada para assentamento de revestimentos cerâmicos de pisos em ambientes internos e térreos. Ela pode ser utilizada no assentamento de pisos das áreas molháveis de uma residência como banheiros, cozinhas e áreas de serviço.

  • AC-II (ou AC2)

A argamassa AC-II já possui propriedades que permitem absorver os efeitos de variações de temperatura e umidade e à ação do vento, podendo ser utilizada em ambientes internos e externos em pisos, paredes, e em lajes com vão inferior a 5 metros como áreas ao ar livre, fachadas, piscinas de água fria, pisos cerâmicos industriais ou de áreas públicas.

  • AC-III (ou AC3)

A AC-III é a mais poderosa em aderência, por esse motivo ela é indicada para assentamento de porcelanatos e de revestimentos cerâmicos em ambientes mais agressivos como piscinas de água quente, saunas e churrasqueiras e também é utilizada para grandes placas (maiores que 60x60cm).

Tabela com Tipos de Argamassa (AC1 AC2 AC3)

Obs. Quando uma argamassa recebe a denominação “E” (AC-I-E, AC-II-E, AC-III-E) ela apresenta maior tempo em aberto. Assim que a argamassa é espalhada na base ela entra em processo de cura (endurecimento) e a cada minuto que passa ela vai perdendo seu poder de aderência. As argamassas do tipo “E” retardam o início do endurecimento. Se as condições de assentamento não exigirem essa necessidade (muito vento, por exemplo), você não precisa adquirir este tipo de argamassa, uma vez que ela é mais cara que as comuns.

Rendimento de Argamassa por Metro Quadrado

O consumo médio de argamassa por metro quadrado indicado pelos fabricantes varia de 4 a 7 kg/m². Todas as vezes em que usamos o rendimento de 4kg/m² acabou faltando material para terminar o serviço. A diferença de consumo acontece pela imperfeições da base (quanto mais irregular, mais massa, ainda mais quando se utiliza argamassa na base e no tardoz da peça cerâmica). Nossa recomendação é de, pelo menos, 5 kg/m². Portanto se você for revestir uma sala de 12 m², você vai precisar de 60 kg de argamassa colante (5×12=60).

Atenção: para revestimentos de fachada (principalmente de edifícios), sugerimos que você consulte vendedores técnicos das marcas fabricantes de argamassa. Eles são treinados para adequar a escolha ao tipo de material (pastilha, cerâmica, porcelanato, rocha…) aos tipos de esforços que o revestimento vão sofrer (insolação, vento, chuva, impacto…). Tente conseguir com que ele mande por escrito essa escolha (ex. e-mail) para que você registre e tenha argumentos caso ocorra algum problema (ex. placa descolada que machuque alguém).

Assentamento

É importante lembrar que não adianta possuir os materiais corretos e realizar o serviço de forma errada. Por isso, aconselhamos que você leia nosso artigo sobre assentamento de revestimento cerâmico e esteja preparado para verificar o serviço logo no início, corrigindo possíveis falhas e evitando prejuízos.

 

Para quem quer se aprofundar mais no assunto, a norma técnica relacionada é a NBR 14081 de 04/2012 – Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas.

Recomendamos também alguns artigos:

8 dicas de como armazenar argamassa colante;

Como escolher o rejunte certo, nele você terá as informações necessárias para ajudá-lo na escolha.

Sistemas de Impermeabilização: Como escolher, lá você encontrará várias dicas sobre como escolher a impermeabilização ideal.

Esse artigo te ajudou ?

Comente agora no espaço abaixo sobre o que você gostou ou o que ficou faltando! A gente usa essas informações para melhorar o conteúdo do artigo e do blog.

17 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.