Download!Download Point responsive WP Theme for FREE!

Passo a Passo: Como Instalar Drywall Sem Falhar no Acabamento Final

Hoje vamos te mostrar um passo a passo para instalação de drywall com dicas e cuidados essenciais para que o serviço fique perfeito e que mereça só elogios.

Organizamos esse assunto em 3 tópicos:

  1. Pontos críticos do projeto de drywall
  2. Ferramentas essenciais para um fino acabamento
  3. Sequência executiva com o passo a passo

Todo conteúdo que vamos passar pra você é válido para o sistema construtivo drywall executado com montantes metálicos e placas de gesso acartonado. Nós reunimos o que há de melhor na literatura técnica (manuais, artigos, slides, videos, etc.) e juntamos com nossa experiência prática sobre o assunto para entregar este manual pra você.

#1) Projeto

Projeto-drywall-dicas

Antes de executar uma parede drywall é necessário ter um projeto que aborde no mínimo:

  • Detalhes genéricos de montagem das placas e estruturas.
  • Locação das divisórias.
  • Paginação das placas.
  • Reforços.
  • Materiais isolantes.
  • Portas e janelas.
  • Contato com parede e teto/forro.
  • Lista de materiais com especificações.
  • Detalhes dos outros sistemas que interajam com o drywall como por exemplo água fria, elétrica, esgoto, gás, rede lógica, entre outros.

Dica: Tome cuidado com tubulações de gás, devido aos vazios do drywall é preciso prever tubulação externa à do gás para drenagem do mesmo em caso de vazamento.

#2) Equipamentos e Ferramentas

Existem diversas ferramentas utilizadas para a instalação de drywall, faremos aqui uma classificação por uso com uma breve explicação dos motivos para tal:

Proteção:

  • Máscara: uso obrigatório quando trabalhando com mantas e presença de pó.
  • Óculos de proteção: uso obrigatório quando trabalhando com mantas e presença de pó.
  • Luvas de proteção: seu uso é permanente e visa proteger o funcionário.

Referência/Precisão: São equipamentos auxiliares no processo de montagem, usados para garantir a qualidade do serviço.

  • Laser multidirecional.
  • Fio traçante.
  • Trena.
  • Esquadro.
  • Nível de bolha ou prumo de face.

Montagem:

  • Finca pinos: guias podem ser fixadas com parafusos, porém o uso de pinos é mais eficiente.
  • Alicate puncionador: usado para fazer a fixação entre guias e montantes sem o uso de parafuso ou afim.

alicate-puncionador-para-drywall2

  • Parafusadeira para drywall: é uma espécie de furadeira com regulagem específica que evita danificar o papel cartão, o qual faz parte da estrutura da placa de gesso acartonado.

parafusadeira-para-drywall2

  • Serra copo: utilizada para perfurar as placas nas instalações elétricas.

Corte de Placas:

  • Estilete: principal ferramenta de corte de placas.
  • Serrote de ponta: utilizado para recortes especiais, reparos, etc., seu acabamento não é excelente.

Serrote de Ponta para Gesso

  • Plaina ou raspador: Utilizada no acabamento do recorte para deixá-lo reto.

plaina-martink

  • Lixa: Utilizada para dar acabamento final nos recortes de placas e emassamentos.

Acabamento:

  • Espátula de aço inox 14 cm.
  • Desempenadeira de aço inox 30 cm.

espatula-emma jane hogbin westby

#3) Sequência Executiva

Atenção: Não improvise, toda a mudança em relação ao projeto deve ser reportada ao responsável técnico.

Premissas para início:

  • Materiais:
    • Checar se todos os materiais necessários estão disponíveis.
    • Definir onde e como ficarão estocados os materiais.
  • Ferramentas: todas devem estar disponíveis para não precisar improvisar.
  • Serviços anteriores: muitas vezes a parede de drywall precisa interagir com as redes de elétrica, hidráulica, ar condicionado, etc., para tal é importante que as interações sejam cuidadosamente projetadas e estejam nas posições exatas, caso contrário devem ser realocadas.
  • Local de execução do serviço:
    • Checar nível do teto ou do forro.
    • Superfície de fixação das guias deve ser regularizada.
    • Evitar a presença de água e possíveis fontes de umidade.
  • Fazer um ambiente teste: Antes de começar a produção em larga escala é aconselhável fazer um apartamento ou ambiente teste e que sirva de referência para os demais.
  • Resíduos: Prever locais onde ficarão os descartes de material.

Durante a Execução

A execução segue uma série de etapas que precisam ser acompanhadas pelo responsável técnico (engenheiro ou arquiteto), principalmente quando do início dos serviços da equipe de montagem. As etapas são as seguintes:

  • Locação e marcação: Tomar cuidado com as referências utilizadas e esquadro.
  • Montagem da estrutura: Seguir os detalhes e recomendações de projeto.

cortar perfil-U.S. Army Corps..

  • Fixação das guias: Checar se esta sendo usada a fita banda acústica, que fica entre a estrutura metálica e o substrato (importância fundamental no isolamento acústico).
  • Fixação dos montantes: Checar detalhes estruturais em portas e janelas.
  • Reforços nos pontos indicados em projeto.
  • Checar prumo.

Drywall-W. Guy Finley

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Dica: Antes de fechar completamente as paredes checar  tubulações de água e elétrica, isolantes, reforços, etc.

  • A Rede Elétrica é instalada dentro da parede drywall, dentro de conduítes, as caixas de elétrica devem ser fixadas conforme orientação de projeto (podem ser comuns, fixas nos montantes, ou específicas para drywall fixas no gesso).
  • Em alguns casos existe tubulação de hidráulica, que deve ser instalada e testada. Caso estejam sendo usadas tubulações PEX, o uso de tubos conduíte permite a reparo na tubulação sem afetar a parede.

Dica: Os pontos de hidráulica devem ser apoiados em reforços, evitando que sejam danificados ou “se percam” dentro do drywall.

  • Isolamento acústico e térmico de acordo com projeto:
    • Todos os vãos devem ser preenchidos.
    • Pontos aonde existem recortes no gesso acartonado são regiões críticas. Mantenha a distância mínima de 20 cm entre pontos em lados opostos da parede.
    • Cuidar para que todos trabalhem com os equipamentos de proteção, principalmente quando manusear lã de vidro.
  • Tratamento das juntas entre placas: Tratar todas as juntas com no mínimo “massa + fita de papel microperfurado + massa”.
  • Acabamento final: Depende do que será aplicado sobre o drywall. Para cerâmicas, por exemplo, o tratamento de juntas é suficiente, por outro lado, pinturas exigem regularização.

Finalizada a Instalação

  • Fita: checar se todas as juntas e cantos foram tratados com fita de papel.
  • Massa: Checar se foi passada a massa de acabamento nas juntas e nos parafusos.
  • Acabamento: Checar se todas as paredes apresentam bom acabamento superficial, prumo esquadro adequados.
  • Checar se os pontos de elétrica, hidráulica, etc., foram instalados corretamente.
  • Limpeza e retirada das sobras de material.

Para finalizar, separamos um excelente vídeo explicativo sobre a montagem de drywall:

Você concorda com todos esses passos ou tem alguma outra dica para compartilhar ?

Deixe seu comentário!

A gente usa suas opiniões para melhorar o conteúdo do nosso site.

6 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.